Coisas incríveis que só acontecem na Suíça III





Depois do sucesso do “Coisas incríveis que só acontecem na Suíça I” e do “Coisas incríveisque só acontecem na Suíça II” decidi avançar com uma terceira season. E tendo em conta a quantidade de coisas incríveis que só acontecem neste país, arriscaria dizer que isto vai ter mais seasons do que a Anatomia de Grey…

1-  Entre 1998 e 2000 Kim Jong-un, dos 12 aos 14 anos, o pequeno grande líder da Coreia do Norte, sob o anonimato do nome de Pak-un, frequentou a escola pública Suíça em Köniz, no cantão de Bern. O seu melhor amigo, como não podia deixar de ser, era um português, que conta que chegou a ir a casa dele e que Kim lhe mostrou fotos suas em funções oficiais na Coreia do Norte. O suíço-alemão é uma língua do demo e o pequeno Kim tinha grandes dificuldades na escola. No outono de 2000 desapareceu misteriosamente de volta a Pyongyang.

2-Conhecem aquele mito das montanhas que conta a história de que o chocolate suíço Toblerone tem aquela forma triangular inspirada no Matterhorn? Pois… é mesmo só um mito. O chocolate Toblerone foi inventado em 1908 mas a imagem do Matterhorn na embalagem apenas surgiu em 1970 numa manobra de marketing. O chocolateiro Theodor Tobler decidiu a forma do chocolate em Paris, no circo, quando assistia a um grupo de artistas a fazer uma pirâmide humana.
Alguma vez repararam que no desenho do Matterhorn na embalagem podem ver um urso desenhado na montanha? É um tributo de Tobler à cidade onde inventou o chocolate, Bern.

3-  A segunda nota mais valiosa do mundo é a nota suíça de 1000 CHF. A primeira é a nota de 10.000 dólares do Brunei que vale cerca de 7000 CHF.

    4- É um facto conhecido que Charlie Chaplin viveu em Corsier-sur-Veveyna Suíça, de 1953 até à sua morte em 1977. O que provavelmente pouca gente sabe é que 2 meses após a sua morte dois sujeitos invadiram o cemitério onde estava sepultada e furtaram o caixão com o corpo lá dentro, claro. Pediram um resgate de 600,000 dólares à viúva mas ela não foi em cantigas. Pouco tempo depois os pilha-campas foram detidos e o caixão foi encontrado enterrado num campo de milho a 1 km da casa de Chaplin. O corpo voltou a ser sepultado no local original mas desta vez com 2 metros de cimento em cima, just in case.



   
    5- E já que falamos deste assunto assim a modos que mórbido, sabiam que a maior parte das campas na Suíça é arrendada? O contrato dura normalmente 25 anos. Passado esse tempo a pedra, enfeites e flores são retirados e é plantada erva em cima. As pedras/campas são devolvidas à família mas como esta normalmente não está interessada em guardá-las, são esmagadas gratuitamente e transformadas em gravilha para as estradas. O “arrendatário” ganha depois mais uns 10 anos de descanso, desta vez sem qualquer nome, etc…, e depois dá a vez a um novo inquilino. Isto é gente que não desperdiça nada…

    6- Quem falhar 3 vezes no exame prático para obter a carta de condução é obrigado a consular um psicólogo.

    7 - O mais antigo edifício em madeira da Europa é um chalet chamado “Bethelem” que fica no cantão de Schwiz e tem 732 anos.

     8-  Quem vive a menos de 50km de uma central nuclear (o meu caso!!) recebe uma carta de boas vindas ao cantão com um voucher para ir levantar gratuitamente à farmácia caixas de iodeto de potássio para tomar em caso de acidente nuclear. A mais antiga central nuclear ativa do mundo é a central de Beznau, a 30 km de Zürich, o que faz com que os comprimidos de boas vindas se calhar nem sejam má ideia…

 9 -Mais de 500 pessoas morreram a escalar o Matterhorn desde que foi escalado pela primeira vez em 1865 o que dá uma média de 12 por ano.
Se passarem por Zermatt podem encontrar uma fonte em homenagem à pessoa mais velha a ter conquistado o topo da montanha, Ulrich Inderbinen, com a provecta idade de 89 anos.



 10- Qual o desporto tradicional da Suíça? Esta é uma das perguntas que aparece com frequência nos testes para obter a nacionalidade suíça e aquela em que mais gente falha… portanto, não é o Ski. Já ouviram falar de Schwingen? É uma espécie de wrestling com calções de “senhor que arranja coisas em casas”. Há vários torneios ao longo do ano mas o mais importante e que dá direito ao título de rei do Schwing, “Schwingerkönig”, e a uma vaca e um sino/coleira de vaca ocorre a cada 3 anos e é todo um acontecimento com os bilhetes a serem vendidos ao preço do pinhão e a esgotarem em meia hora. O hornussen, que é uma espécie de cruzamento entre baseball e golf, e o Steinstossen, que consiste basicamente em atirar pedras gigantes, também têm a sua legião de adeptos.

Já nos seguem no Instagram?














Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.